• Mais 10 Segredos das  Mulheres Bem-Sucedidas no Amor – #Parte2
  • Mais 10 Segredos das


    Mulheres Bem-Sucedidas no Amor – #Parte2


    Esse post faz parte da construção do primeiro livro do Casal Sem Vergonha. Não sabe do que estamos falando? Clique aqui.

    Dias atrás trouxemos alguns segredos das mulheres bem sucedidas nos relacionamentos. Hoje voltamos, afinal, todos os truques pra felicidade no amor não cabem em 10 itens. Ser feliz no amor nos deixa com mais brilho, com mais inspiração, com o coração batendo gostoso, com a pele mais bonita. E o melhor é que todo mundo pode, sim, buscar ser feliz nessa área – basta acertar alguns ponteiros e deixar de lado alguns velhos hábitos. Se você seguiu os passos da lista anterior, pode ser que já tenha encontrado alguém pra chamar de seu. Por isso, hoje trouxemos algumas dicas pra você que já vive um relacionamento e quer fazer com que ele melhore a cada dia:

    1. Entenda de uma vez por todas: ciúme não tem absolutamente nada a ver com amor.

    A culpa não é sua: enfiaram essa bobagem que ciúme é o perfume do amor na sua cabeça. Mas chegou a hora de você se livrar desse conceito que só traz frustrações. Ciúme é sintoma do ego doído, que ainda não aprendeu a lidar com o fato de que a outra pessoa pode, sim, ser feliz sem você. Se o outro quiser, ele vai te trair. Então pare agora de ser paranoica e use toda essa energia para deixar o seu relacionamento foda no dia-a-dia. Quem é bem alimentado em casa jamais vai querer comer fora.

    2. Elimine da sua vida o hábito de cultivar mentirinhas.

    Pra algumas pessoas, mentir é um hábito tão comum quanto escovar os dentes. Essas pessoas são guiadas pela lei “se ele não souber, não tem problema”. Ou seja, ela define uma regra pro relacionamento sem saber se o outro está de acordo. É uma relação “eu-eu”, pois ela é construída somente de acordo com o que um dos dois acha certo. Seja transparente e exija que o outro seja transparente com você. A verdade, por pior que pareça ser, é apenas um arranhãozinho perto da facada no peito que é descobrir que a pessoa que você ama não foi verdadeira com você.

    3. Contratos e alianças não seguram relacionamentos.

    Incrível como ainda tem gente que acredita que um contrato assinado em cartório ou que um anel no dedo possam ser garantia de amor. Existem milhares de formas de provar seu amor – e essas duas, definitivamente, não contam. Pessoas parecem ainda estar muito entorpecidas com os rituais que envolvem os relacionamentos e esquecem de pensar no que realmente importa. É o caso da moça que compra aliança, faz noivado pra família toda, compra o vestido mais caro e esquece de cuidar do que realmente importa – a relação com o outro. O final do filme a gente já conhece – casamentos que mal começam e já terminam. Será que se os dois tivessem gastado tempo investindo em cuidar dos problemas do relacionamento em vez dos problemas da festa de casamento, não teria sido muito mais proveitoso?

    4. Respeite a individualidade do outro.

    Quando a gente ama, a gente tem vontade de grudar no outro e virar um só. Mas sempre que essa vontade surgir, volte a si e se lembre de que a pior coisa que pode acontecer num relacionamento é as duas pessoas virarem uma só. Quando duas pessoas se fundem, a relação vira dependência – cria-se a ideia de que é impossível ser feliz sem o outro, o que é uma grande mentira, afinal, você foi infeliz durante a sua vida toda antes de encontrá-lo? Espero que não. Jamais perca a sua identidade e não permita que o outro perca a dele por sua causa – quem faz isso paga uma conta cara no final.

    5.  Elogie sempre – se você não disser, ela nunca vai saber.

    Elogio é um dos fertilizantes mais poderosos dos relacionamentos. Não que sejamos carentes sentimentais ambulantes. Todo mundo funciona com ou sem elogios, mas eles têm uma capacidade incrível de despertar o que há de melhor no outro. Afinal, faz parte do lado bom de viver em casal ter alguém que te lembra de como você é linda – em qualquer sentido –, principalmente quando o elogio vem das coisas menos óbvias. Relacionamento sem troca de elogio é como planta sem adubo – a relação vai enfraquecendo, enfraquecendo, até que chega um dia em que morre de inanição.

    6. Não deixe que ele pague todas as contas para você.

    Mulheres que lutam por direitos iguais mas que acham ruim dividir a conta não merecem o nosso respeito. Se você se permite ser bancada por ele, mesmo que não perceba, acaba se tornando de alguma forma um pertence. Permitir que o outro pague suas contas o tempo todo é assumir de alguma forma que você não tem capacidade de se sustentar e que depende do outro. Não se engane: ele vai cobrar uma recompensa depois, e você pode não gostar nem um pouco disso. Mostre que você é independente e que não precisa dele pra se bancar. Aceite sim, gentilezas, como deixar que ele pague um almoço, mas jamais se esqueça de retribuir, pagando a próxima.

    7. Crie acordos desde o princípio.

    O relacionamento pode ser do jeito que vocês quiserem – todas as regras do jogo podem ser criadas por vocês. Pense direito na hora de estabelecê-las. Nós fazemos contratos e acordos em quase tudo na vida e muitas vezes deixamos passar esse ponto crucial nos relacionamentos. Assim que surgir o desejo de consolidar aquilo que até então era somente um casinho, anote num papel (sério) tudo aquilo que busca e que espera num relacionamento. Desde as coisas menores, do tipo “quero alguém que me acompanhe nos estádios de futebol”, até coisas maiores do tipo “quero ter filhos e procuro alguém com a mesma vontade”. Esse alinhamento evita uma penca de problemas futuros.

    8. Construa parcerias em vez de namoros.

    Numa parceria, os integrantes não agem somente pensando em receber de volta. Os parceiros querem, sim, ser recompensados, mas eles não querem crescer sozinhos – os corações se unem de uma forma quase cósmica e passa-se a desejar o bem do outro tanto quanto o seu próprio bem. Você pode encontrar alguém com quem namorar em cada esquina, mas parceiros são raros – encontre-os. Parcerias são mais trabalhosas, no entanto são muito mais profundas e duradouras do que namoros comuns.

    9. Brigas nunca valem a pena.

    Elimine de uma vez por todas esse hábito masoquista de sentir prazer com brigas. Você pode até se iludir e achar que elas dão uma aquecida no relacionamento depois que a poeira abaixa, mas não se engane: toda briga deixa cicatrizes nos relacionamentos que jamais serão apagadas.  Algo dito com “cabeça quente” pode ser perdoado, mas jamais esquecido.

    10. Não gaste tempo tentando convencer alguém a te amar.

    Se, por algum motivo, você perceber que o outro não te ama mais como antes, parta pra próxima. Há milhares de homens no mundo que podem combinar com você e com os quais você pode criar relações felizes. Jamais se contente com migalhas, jamais mendigue o amor do outro. Se ele tem emitido sinais de que não te quer mais, coloque um ponto final e não permita jamais que ele fique com você por pena. O primeiro e último amor das nossas vidas precisa ser o amor próprio.

    Fiquem ligados, que em breve voltaremos com mais segredos das mulheres bem-sucedidas. Para ler todos os posts do livro escritos até agora, clique aqui.

     


    " Todos os nossos conteúdos do site Casal Sem Vergonha são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto pode ser usado sem a permissão expressa dos criadores do site, mesmo citando a fonte. "