Tag: Ricardo

Tudo passa, menos a saudade

Já lavei as louças, tomei banho demorado, arrumei o armário, fiz bolo de banana, pesquisei sobre brigas felinas no Google, bebi com uns desconhecidos no boteco da esquina e li meio livro. Porém, de nada adiantou: a saudade não passou nem diminuiu. Continua firme e forte. Inabalável. O contrário de todo o resto que, graças ao efeito do tempo, murcha.


Uma pequena porção de ilusão

Sempre me orgulhei por ser um cara extremamente sincero, do tipo que sem muito pensar responde “não gostei” quando questionado sobre um novo corte de cabelo ou sapato. Hoje, porém, estou revendo a necessidade de ser ininterruptamente e totalmente sincero.


Dá pra fazer amor trepando

Que os apreciadores de sexo fofinho me perdoem, mas, para mim, na hora H não há espaço para “eu te amo” nem para chuva de pétalas ao som de Julio Iglesias. Aliás, tem coisa mais fodedora de clima do que uma porção de bem-me-quer atirada sobre o edredom?


Não espere até a próxima segunda feira

Em vez de esperar até a próxima segunda-feira, que tal mudar hoje? Por que esperar ano que vem se você pode começar ainda este ano? 

Chega de “amanhã eu começo” e outras prorrogações que vive a criar porque teme as dores do renascimento.


Não crie expectativas se não pode supri-las

E o conselho de hoje é… é… é… Não crie expectativas se não pode supri-las! Parece algo tão simples e óbvio, né? Parece, ô se parece, porém, após uma rápida conversa com algumas amigas, notei que o mundo está cheio de gente fazendo exatamente o contrário, ou seja, mentindo de um jeito que espalha esperanças onde não há ninguém capaz de supri-las e, consequentemente, distribuindo porções e mais porções de vales-frustração. 


Já que a vida é frágil…

Faz duas semanas que aconteceu o acidente com o Chapecoense. Pessoas que, até o instante do acidente, estavam cheias de planos e vontades. Gente que partiu sem se despedir de família, amigos e animais de estimação. Triste pra caralho, né? Muito. E também uma prova irrefutável do quão frágil é nosso bem mais valioso: a vida.


O sonho dela agora é meu

“Qual é o seu maior sonho?”, perguntei. “Conhecer a aurora boreal”, ela me respondeu. E me mostrou os dentes de um jeitinho que sempre faz florescer um jardim de girassóis em meu interior. Depois disso, comecei a sonhar com a possibilidade de proporcionar um encontro entre ela e a tal da aurora. E só vou sossegar no dia em que conseguir, falo sério.


O amor não é receita de bolo

“Quais atitudes eu devo tomar para mantê-lo sempre interessado em mim?”, “Qual a receita ideal para evitar traições e falta de tesão?”, “Ele mora em um estado e eu em outro, qual é a chance de a nossa relação dar certo?”, “Ele quer ter filhos e eu só desejo cachorros, o que digo para convencê-lo a mudar de ideia?”, “Estou em dúvida entre o ex e o atual, como decidir?”,


Desacelerar é preciso

Em meio a uma avalanche de conselhos como “keep walking” e “o show não pode parar”, que nos incentivam a permanecer em ininterrupto movimento, percebo que temos nos esquecido da importância de dar um pause geral vez ou outra. Se é que um dia soubemos dela, né?


Nossa, ele vai se casar de novo!

Um site de fofoca anunciou: “O Fábio Jr. se casará pela sétima vez”. E bastou para começarem a afirmar que ele é sem noção, que a moça (vinte e poucos anos mais nova) só está com ele por causa de dinheiro, que logo o cantor vai se separar de novo etc. Quanta gente falando besteira, não acha? Pois eu acho!


Eu segui (feliz) sem você

No dia em que você disse “precisamos conversar” e, minutos depois, partiu portando seu pijama de panda, um pote de hidratante de pêra e qualquer chance de um futuro à nossa história, eu juro: pensei que não fosse mais reencontrar com a felicidade. 


Há males que vêm para o bem

“Há males que vêm para o bem” é um dos ditados que mais ouço nesta vida. É tipo o vestidinho preto das afirmações de consolo, manja? Basta ser demitido, quebrar o pé ou perder o avião para que alguém faça cara de senhor Miyagi e o diga, pode observar. Mas será mesmo que faz algum sentido?


Você não pode controlar tudo

Uma das melhores coisas que podemos fazer na vida é aceitar nossa imutável falta de controle sobre muitas coisas – a maioria delas, talvez.

Muitas vezes, por maior que seja a nossa vontade de mudar um cenário, não há nada que possamos fazer, infelizmente.


Bichos de estimação mudam vidas

Sua vida não permanecerá a mesma depois da chegada deles, acredite. Depois que entram em sua casa – seja por insistência da sua namorada, seja por um encontro inesperado promovido pelo acaso -, não dá para se manter indiferente, fingindo que a afirmação “ter bichos faz bem à saúde” é uma mentira. Não dá!