Tag: Danielle

Talvez sejamos apenas mais um

Cair no conto do vigário é, de fato, muito fácil. Principalmente quando já existem sentimentos, passados e histórias precedentes fortalecendo a trama. Ainda mais perigoso é o fator intensificador chamado carência.


Já passamos o tempo de fazer joguinhos

Nunca é demais falar sobre respeito. O que não deveríamos fazer com os outros que não gostaríamos que fizessem com a gente ou o que nãdeveríamos fazer com ninguém simplesmente porque não é legal.


Sobre o direito de não te amar mais amanhã de manhã

Sim, as pessoas mudam. Faz parte do processo natural da vida que não sigamos os mesmos de ontem (ainda bem). A mesma coisa acontece com os sentimentos. Hoje a gente ama, amanhã nem tanto. Claro que as mudanças nãoo instantâneas, tudo são processos.


O amor é cheio de recomeços

Se eu pudesse definir as relações a dois em uma única palavra eu diria sem pensar duas vezes: recomeçar. Relacionamentos nada mais são do que ciclos eternos, persistentes e constantes de recomeços.


Qual a sua contribuição no seu papel de trouxa?

É difícil assumir pra gente mesmo quando não temos os nossos sentimentos correspondidos por alguém. Dá uma sensação horrível de impotência, insuficiência, uma descrença tão grande por mais uma vez não ter sido contemplado com o amor que a saída mais fácil é simplesmente negar a existência da incompatibilidade.


O amor da sua vida passou enquanto você mexia no celular

Ele deu um sorriso meio canto de boca quando ouviu a sua risada fora do tom, mas você nem viu. Era importante naquele momento atualizar o Instagram, o Facebook, o Whatsapp e o Twitter com a selfie que guardaria para sempre aquele momento único do que mesmo?


Cuide bem do seu amor (mesmo que ele seja passado)

Terminar um relacionamento exige muita maturidade. Talvez mais do que manter o cuidado com a parceria no dia a dia mesmo. É pegar uma pessoa que foi de extrema importância na nossa travessia, recuperar a chave de volta e dar adeus a um monte de coisa bacana que não mais vai poder ser vivida por aquele casal.


Um amor e dois gênios fortes

O coração nem sempre escolhe por quem se apaixona. O turbilhão todo simplesmente acontece e quando menos se espera já estamos com cara de bobo fantasiando sobre uma mensagem qualquer. Não dá para arquitetar uma lista de tudo de bom que gostaríamos de encontrar em alguém para estar ao nosso lado e ir fazendo o check list.


De perto ninguém é perfeito

Amor é um daqueles sentimentos que deixa a gente meio bobo mesmo. Tudo é lindo, tudo é perfeito, tudo é o melhor que poderia ser. A priori não existe nada de errado nisso, quando estamos apaixonados é normal que os olhos brilhem um pouquinho além pela pessoa que escolhemos para estar ao lado.


Vinho & fondue ou Cheetos & Fanta uva: o que importa é você do meu lado

A vida financeira de um casal pode ser uma questão bastante polêmica se não for bem debatida. Já vi relacionamentos serem fundamentados na base do dinheiro e já vi amores lindos sendo desfeitos por causa dele.


Um brinde às diferenças

Aceitar as pessoas como elas são é talvez uma das maiores dificuldades dos relacionamentos. Isso porque a parte boa vem inquestionavelmente de bom grado, mas a ruim sempre rola aquela expectativa marota de que com o passar do tempo tudo vai se ajeitar. De fato, a tendência é que os trilhos entrem nos eixos sim.


Quando é difícil aceitar que ele não está tão a fim de você

Justificar o comportamento do outro não muda quem ele é, o que ele fez, muito menos o que ele pensa. Ficar parado na frente da porta esperando que ela magicamente se abra também não altera positivamente o rumo desta história. É preciso pés no chão e discernimento de sobra para aceitar as coisas como elas são.


O que tem que ser tem força demais

A solidão e a carência frequentemente pregam peças enormes no coração da gente. Em um mundo de pessoas desapegadas, relacionamentos voláteis e amores efêmeros tudo o que se precisa para mascarar uma realidade é de uma meia ilusão para fazer de abrigo.


Ame no presente

Perdoar, entender, aceitar a realidade do outro é uma dádiva. Praticamente um dom que nos permite analisar uma determinada situação com mais clareza e discernimento e abre a portinhola da gaiola que nos mantém reféns de um bocado de incertezas.