San Junipero já existe

Depois de algumas horas no Happn, enfim surge a pergunta:

– Quer migrar de plataforma?

Não. Queria migrar para o teu sofá. Ou melhor, espera, quem sabe você migra pra cá. Queria te ver em tamanho real, movimento, três dimensões. Isso não foi uma cantada. Estou falando sério.


Um brinde às diferenças

Aceitar as pessoas como elas são é talvez uma das maiores dificuldades dos relacionamentos. Isso porque a parte boa vem inquestionavelmente de bom grado, mas a ruim sempre rola aquela expectativa marota de que com o passar do tempo tudo vai se ajeitar. De fato, a tendência é que os trilhos entrem nos eixos sim.


Uma pequena porção de ilusão

Sempre me orgulhei por ser um cara extremamente sincero, do tipo que sem muito pensar responde “não gostei” quando questionado sobre um novo corte de cabelo ou sapato. Hoje, porém, estou revendo a necessidade de ser ininterruptamente e totalmente sincero.


Eu queria um amor, não um financiamento

Eu não quero ser a chata. Você já deveria saber. Nós nos conhecemos, nos interessamos, eu me aproximei porque quis e achei que você gostasse também. Que fique claro: sei o caminho de volta. Não precisa se preocupar.


A pessoa certa, na hora errada, não é a certa

“Você é perfeito, eu adoro você, mas estamos em tempos diferentes“. Confessa vai, todo mundo, no mundo fantásticos dos adultos solteiros,  provavelmente já falou ou ouviu esta frase, que dependendo do grau de envolvimento, pode doer tanto (ou mais) quanto bater o dedo mindinho do pé em algum móvel da casa.


Nada prende mais alguém a você do que deixá-lo livre

Me perdoem, se puderem, os que são dados à praticidade, mas amores-padrão são, no mínimo, desnecessários. Regras são um mal necessário, e há centenas delas – algumas, tácitas – onde quer que se vá: esperar o coleguinha sair do elevador antes de entrar.

Não consigo superar você

O calendário tá marcando o mês errado. Eu confundo as chaves de casa com as chaves do carro. Jogo ping pong com peteca e marco futebol usando cadeiras como traves. Pinto os móveis da sala achando que são os do quarto. Combino as paredes da casa da minha mãe com as cores de Picasso. Ponho quadros de cabeça pra baixo pra ninguém entender.


Sempre vai ter amor de volta para quem ama de sobra

É bem complicado conviver com gente que vive reclamando, de cara amarrada e arranjando encrenca. O tipo que não responde “bom dia”, não distorce os cantos da boca  nem para um sorriso amarelo e consegue estragar qualquer momento bom com uma carga lotada de negatividade. Desse tipo eu sempre corro, com muita pressa e na direção contrária.


Você é linda sim

Diz pra mim: em quantas vezes na vida você se olhou no espelho e gostou realmente do que via? Se isso algum dia aconteceu comigo, foram pouquíssimas vezes. “Ah, é problema de autoestima sua”, você vai dizer. De fato, não discordo.


Ame no presente

Perdoar, entender, aceitar a realidade do outro é uma dádiva. Praticamente um dom que nos permite analisar uma determinada situação com mais clareza e discernimento e abre a portinhola da gaiola que nos mantém reféns de um bocado de incertezas.


Quando você não consegue responder o eu te amo

Você ouve, sente e cala. Não consegue repetir, não consegue responder, não é capaz de articular um “eu também”. E agora? O que fazer com o silêncio que se segue a declaração do outro? Será que tem algo errado com você? Relaxa, tem nada errado não. Está apenas sendo honesto, consigo e com quem está te abrindo o coração.


Quem ama cuida

Quem ama leva aspirina e café preto para aliviar a ressaca, ajuda a atravessar a rodovia e aquele momento difícil, segurando firme na mão. Quem ama não larga o outro sozinho no meio de uma crise, de um momento complicado ou de momento algum. Quem ama procura  se manter por perto, ainda que a geografia coloque distante.


Namore alguém com quem você consiga conversar

Eu li isso em algum momento, como um conselho matrimonial “case-se com alguém com quem você goste de conversar, porque um dia vocês terão apenas isso”. Bem, eu adotei esse conselho para a vida e tenho buscado me relacionar com pessoas cuja conversa seja fácil, cujo papo seja fluído, sem amarras e realmente me faça bem. Em qualquer área do campo afetivo isto é importante, mas num relacionamento, é primordial, afinal, a conversa é sim um grande afrodisíaco.


Paz é quando você se perdoa

A distância entre o que eu sou e o que querem que eu seja é imensa. Tão imensa que nela caberia muita angústia, se eu ainda fosse dada às projeções alheias, mas só o que sinto é uma alegria profunda ter me livrado do peso de precisar corresponder a expectativas que não são minhas.