Não fuja dela

Se você é um desses caras que foge de uma mulher quando percebe que está criando algum tipo de ligação sentimental, fique aqui, pegue um banquinho, um copo de uísque e sente-se ao meu lado. Meu caro amigo, nós precisamos conversar.

A cada dia que passa eu vejo um movimento masculino de recuo. O cara vai lá, chama a guria pra sair, ambos se dão muito bem.


Não é por você ser assim, é pelo que causa em mim

Não é por você viver interrompendo minhas frases com um beijo, nem pelo jeito que você ri, como uma criancinha, inclinando o corpo pra trás.

Não é por você ter o beijo que se encaixa perfeitamente com o meu,


Case comigo todos os dias

Case-se comigo. Com meus olhos, minha boca. Ou melhor: deixe meu olhar casar com o teu e nossos sorrisos serem felizes para sempre. Esqueça as alianças e os convidados: seremos só nós dois.

Não precisamos de padre, festa ou altar.


Pelo fim do amor por desespero

Seu problema não é um relacionamento. É o desespero. Pode parecer, mas a vida não é contada numa grande ampulheta e o tempo não está passando tão rápido quanto você imagina. Eu converso diariamente com pessoas que querem respostas urgentes sobre suas vidas.


O seu amor será imperfeito… como você

Não entendo a dificuldade que as pessoas têm de entender que o amor não é perfeito. Não é como se houvesse uma lista de pré-requisitos a ser preenchida um dia e aí enquanto isso você procura alguém que se encaixe neles e exclui todas as outras possibilidades.


Amar é ter alguém pra te esperar

Como se mede uma pessoa? Esqueça fitas métricas, trenas e réguas; não me refiro a altura física ou o tamanho da cintura, nem nada do tipo anatômico. Como se mede uma pessoa sem conferir o seu extrato bancário, seus bens e/ou seus cartões de crédito na carteira?


Amar é como aprender a andar de bicicleta

Toda criança passa por aquele fatídico momento da vida no qual é preciso abrir mão das “rodinhas” e começar a encarar a bicicleta como ela realmente é: um brinquedo de duas rodas, instável e sem apoios, que demanda mais equilíbrio do que os poucos anos de idade podem proporcionar.


Se apegar é preciso

“Desapegue-se” virou o conselho da moda, o pretinho básico dos textos de autoajuda.

Se nas estações passadas o “dê tempo ao tempo” e o “quem espera sempre alcança” eram os pitacos mais utilizados na passarela da vida, hoje, querida leitora,


Porque é difícil largar o osso quando ainda existe amor

Tudo que eu queria era desaprender desse tal de gostar. Talvez não por completo, desses aprendizados que transformam tanto a travessia da gente que logo se esquece como é que se conduz o amor. Mas só um pouquinho. Só o suficiente para encher os pulmões de ar,


Quem quer, arruma um jeito

“Eu até quero, Má, mas estamos em timings muito diferentes”, o Pinóquio disse à minha amiga, antes de evaporar, de pular em direção ao galho da solteirice.

“Timings muito diferentes”? Sério que alguém ainda tem coragem de mandar essa ladainha?