Resultado da Busca:

5 coisas que aprendi com meu pai sobre os homens

Mesmo quando a gente nem sabia se seríamos menino ou menina, alto ou baixo, loira ou morena, se iríamos ao ballet ou ao futebol, o pai da gente já sabia que seria pai. Ele passou nove longos meses pensando em como nos apresentaria o mundo fora da barriga quentinha da nossa mãe, em como nos ensinaria a importância do caráter, do respeito e do bom senso, e logo no primeiro mês, após conversas demoradas com nosso sorriso frouxo, já havia decidido que torceríamos pelo time do coração dele. Hoje, 15, 20, 30, 50 anos depois, somos em grande parte reflexo direto do amor e do cuidado que ele dedicou ao nosso amadurecimento durante todos estes anos. Não importa a idade, seremos sempre as princesinhas e os homenzinhos do papai. Ele que nos instruiu um pouquinho sobre tudo dessa vida, também nos demonstrou em cada gesto afetuoso como a gente identifica um homem de verdade (e estes ensinamentos valem ouro!). Confira 5 coisas importantíssimas que aprendemos com os nossos pais sobre os homens:

 1. Respeito é essencial

Desde pequeno a gente aprende que precisa respeitar o coleguinha na escola, a professora que está lecionando na frente da sala, todas as pessoas mais velhas e até os menores seres vivos que cruzam o nosso caminho. Daí a gente cresce e procura por um cara que seja exatamente assim: educado e respeitoso mesmo quando a outra parte da situação não demonstra merecimento. Um homem para estar ao nosso lado invariavelmente precisa respeitar as nossas escolhas, o nosso espaço, os nossos momentos e até a crise de TPM mensal. Isto fica evidente cada vez que a sua irmã insiste em fazer tudo de errado e mesmo assim ainda é alvo dos abraços carinhosos do seu pai. Pai é pai, não tem jeito!

2. Tarefa doméstica não é só obrigação da mulher

Homem que é homem faz questão de dividir as tarefas do lar com a pessoa que escolheu para dividir também a vida. Essa história de “isso é coisa de mulher” virou coisa do passado. O exemplo começa em casa quando o pai vira melhor amigo do rodo, da vassoura, dos desinfetantes, e nem isso parece tirar o bom humor de quem nasceu por “convenção” para ser bicho arredio. Como um modelo tão bom, bem a frente dos nossos olhos, quando botamos a cara na rua queremos mais é alguém que valorize o tempo dedicado às tarefas domésticas do mesmo jeitinho que a gente entendeu que precisa ser. Sem sombra de dúvidas, vendo o papai passando roupa enquanto a mamãe limpa a cozinha prova que quando o trabalho chato é dividido por dois, tudo fica muito mais divertido e menos tedioso.

 3. É preciso ter paciência

O mundo não é de quem fala mais, mas sim de quem sabe escutar com cautela. Isso é nítido quando após bodas de relacionamento os nossos pais às vezes se permitem calar, ao invés de render uma discussão tola que não levaria a nada. Acontece que a mulher, num geral, apresenta essa tendência de extrapolar alguns limites. É muito hormônio, muita agitação, muita DR e quando se vê estão lá os dois, no meio de uma briga sem sentido. Paciência é uma característica fundamental na escolha do parceiro, já dizia seu sábio pai. Lembra quando você fazia birra no corredor do shopping e o seu pai calmamente se sentava no banco da praça de alimentação, esperava que você se acalmasse por si só e corresse de volta para os braços dele? É isso. Saber silenciar é uma virtude essencial que se aprende com quem melhor conhece das loucuras femininas, após anos de convivência com um monte de mulher diferente, mãe, avó, irmã, tia: o seu pai!

 4. Homem gosta de resolver tudo sozinho

 Desde o encanamento da pia da cozinha, a maçaneta quebrada do armário, o pneu furado do carro, até o mínimo botão solto do controle remoto é questão de honra que seja resolvido pelo “homem” da família. Eles adoram consertar, inventar, construir, instalar, tudo que demonstre a sua colaboração para o bom andamento da casa. Além de bonitinho (sim, admite que você adora ver seu pai/namorado quebrando a cabeça para montar o box do banheiro) é uma forma carinhosa de demonstrar que eles se importam com o nosso bem-estar. Mesmo quando a ajuda nem é necessária, a gente cede só para ver a carinha de alegria deles quando desvendem o quebra-cabeça “mágico” daquele problema. Saber identificar um homem assim é sorte na certa. A lição não consiste no resultado da atitude, mas sim na pró-atividade e no companheirismo que precisam sempre estar presentes no parceiro que caminha ao nosso lado.

5. Esqueça o botox e dance

São raros os homens que realmente se importam com aquela ruguinha debaixo dos olhos, aquela celulite fora de lugar ou aquela gordura que insiste em morar no seu culote. Lindo, mas lindo de verdade, é observar o olhar do seu pai, hoje um pouco mais envelhecido do que ontem, para a sua mãe que já não é mais uma mocinha. O calor, a parceria, a entrega continuam os mesmos, a única coisa que mudou foram alguns meros resquícios que o tempo deixou. A coisa mais magnífica que o seu pai te ensinou sobre os homens, disparadamente, é que caras de verdade preferem uma boa dança à uma aplicação de botox. Ao invés de se desesperar com a passagem dos anos, pegue os ponteiros do relógio, dê as mãos para o amor da sua vida, e dance.

Gostou de saber alguns dos segredos do cara mais extraordinário do mundo? Pai basicamente trilha com a gente o caminho difícil da adaptação ao mundo real. Além de ler e escrever, ele transmite valores importantíssimos que muitas vezes só ficarão claros bem mais tarde na maturidade. É normal a gente escutar por aí que procuramos parceiros semelhantes aos nossos pais. Não é por menos, eles geralmente são o espelho de tudo que a gente espera encontrar por aí em um relacionamento saudável. Eles merecem o melhor sempre e todos os dias, e a data perfeita para você demostrar todo o seu amor e admiração por esse homem incrível é o dia deles, o dia dos pais!

Para ajudar a presentear todos os papais maravilhosos desse Brasil, a loja virtual Maria Bonita (criada pelo Lincoln Matteucci que é fã e leitor do Casal Sem Vergonha!), está oferecendo um desconto especial de 5% com o código CASALSEMVERGONHA, para você desfrutar de opções imperdíveis para todos os tipos de homens. Lá você encontra perfumes, loções pós-barba, sabonetes e dá até para montar um kit bacana personalizado do jeitinho que o seu pai gosta. A melhor parte desta história? Você não precisa enfrentar as filas quilométricas dos centros comerciais, disputar vagas em estacionamentos, muito menos correr o risco de não encontrar uma lembrancinha à altura! A compra é feita toda pelo site, do conforto da sua casa e chega tudo embaladinho e bonitinho para você!

Legal demais né? Não perca tempo e visite já a loja da Maria Bonita para aproveitar o super desconto e garantir o presente que o seu pai merece. Ele que nos ensinou tantos valores importantes para dar conta do correr da vida, é mais do que digno de ser presenteado com tanto amor e carinho. Corre lá e boas compras!

selo artigo patrocinado

 


Meu amor vai cicatrizar seu coração

De carinho em carinho, cafuné em cafuné, bem de mansinho e sem dar migué, eu vou ressuscitar a sua fé no amor verdadeiro e que nada pede em troca; sentimento essencial para fazer com que a maré ruim que anda lhe afogando pare de subir, e tudo volte a lhe dar pé.


Como manter o desejo aflorado em relações longas?

Este é mais um post da categoria “Se Eu Fosse Você”. Não sabe do que estamos falando? Entenda aqui.

Hoje uma questão mais comum do que podem imaginar. Manter um relacionamento longo é algo difícil


Como a Jaque foi parar na cama com essas pessoas estranhas

Você que está acostumado a ver os vídeos do Casal Sem Vergonha, já viu muitas vezes eu e o Eme na cama tendo altos papos! Mas dessa vez foi diferente: no vídeo de hoje, eu tô na cama acompanhada de uma outra galera da pesada!


O ego pode estar destruindo o seu relacionamento

Tem gente que está mais preocupado em estar certo do que ser/fazer o outro feliz. Na vida, na faculdade, no trabalho, na academia, no curso de inglês, na dança dos relacionamentos. Ego é talvez uma das coisas mais poderosas que existem.


A arte de deixar ir embora

Li uma vez num livro que a gente sempre reconhece quando foi amor. Foi amor nas contas de telefone ou no histórico do chat, foi amor no Paris 6 e no dogão da esquina, foi amor na escada do prédio ou na cama do seu melhor amigo em alguma festa regada a álcool.


Ela sabe o que quer

Ela sabe o que quer, e isso me fascina, encanta-me como pouca coisa consegue.

É óbvio que ela, vez ou outra, como qualquer terráquea normal, manda um “Tô em dúvida!”, mas, na grande maioria das vezes, enche os pulmões de ar e toma uma atitude,


Amor não é queda de braço

Pedi um conselho. Mal terminei a frase já era possível prever a resposta. Aquela história estava capenga demais para parecer um bom começo. Não que faltasse carinho, mas faltava um interesse real pela vida do outro. Não tinha nem de perto aquela urgência dos beijos que eu vejo no metrô


O que aconteceu quando decidi encarar um curso de massagem tântrica

Depois de um ano frequentando um grupo de estudos de filosofia tântrica (de raiz mesmo, sem clichês sexuais) criei coragem para encarar um curso de massagem mesmo sendo jornalista e não terapeuta, como a maioria dos participantes.


Um amor que bagunce meu cabelo e não minha vida

Eu, mais que tudo, quero um amor que compartilhe das coisas pequenas, aquelas sutis e um tanto amenas, mas que fazem o dia ter sentido.

Eu quero um amor que carregue minha foto na carteira e que sorria sempre que precisar abri-la.