Resultado da Busca:

Sobre parcerias saudáveis: A cereja do bolo se chama intimidade

Infelizmente, não existe um segredo que sustenta os relacionamentos de sucesso. Mas, uma coisa é fato: parcerias boas e saudáveis se estabelecem em fundações sólidas que vão muito além daquilo que os olhos podem ver. Confiança, diálogo, cumplicidade são grandes alicerces de uma relação duradoura que se baseiam numa premissa única e imprescindível: a intimidade.


Eu sempre estive aqui

“Você sumiu…” (reticências). Mentira. O telefone continua armazenado, o celular ativo e eu tô aqui ó, morando no mesmíssimo lugar. Podia se dar pelo menos ao trabalho de inventar uma desculpa melhor já que resolveu dar as caras novamente,


Até o amor precisa de altos e baixos

Quem bate no peito para dizer que relacionamento tem que ser bom 100% do tempo está muito equivocado. Não tem que ser e certamente não é. Tem que agregar, enriquecer, ter sentido de existir sim enquanto o status prevalecer, mas dizer que precisa necessariamente ser um conto de fadas permanente é uma ilusão das melhores.


O seu namoro não existe

No mundo ideal das relações, você espera pouco ou nada, oferece apenas o que pode e recebe apenas o que merece.

No mundo real – bem-vindo à modernidade líquida dos superegos inflados inseguros! -, entretanto, você espera muito ou tudo, oferece apenas oque lhe é exigido pelo contrato tácito dos relacionamentos sérios e recebe apenas o que todo mundo diz que as pessoas devem receber em uma relação, porque, oras, todo mundo diz que é assim, e é assim desde sempre.


Aprenda com a dor, mas se levante assim que der

Eu sou da teoria que a gente sempre sabe o que quer e o que é certo em determinada situação. Só que por alguma razão precisamos de testemunhas que confirmem as certezas daquilo que internamente já decidimos. Saber dói. Machuca porque significa aceitar que as nossas expectativas, nossos desejos, nossa entrega de alguma maneira não foram correspondidos.


Tudo o que a gente precisa é de menos

Você pode dizer que somos hippies de iphone, geração Nuttella, ou  até acusar nossa GoPro de “coisa de gente alienada e narcisista”. Assinamos nosso mea culpa e colocamos junto do passaporte, ansiosos por preencher as páginas com carimbos coloridos.


É preciso sair de cima do muro

Talvez um dos sentimentos mais frustrantes da vida seja o arrependimento. Aquela sensação de que você vai fatalmente, com o perdão da palavra, se f*der com aquela decisão lá no futuro. Acontece que esse é um sentimento necessário que faz parte do processo de amadurecimento pessoal de cada um. Naquele momento, especificamente, um amor não se encaixava na história dele(a).


Ele não vale toda essa saudade

Certamente seu coração acha que vale. Seus olhos, suas certezas, suas carências também. As mensagens antigas esperançosamente armazenadas, o “linda” despretensioso num domingo à tarde seguido de um emoji apaixonado e os momentos bons, mesmo que escassos, sustentam a verdade que você tomou para si.


Ele(a) combina mesmo com você?

Existe um conceito clássico que diz que os opostos se atraem. Será mesmo? Gravamos um vídeo sobre o tema, com o apoio da SKYN, e queremos saber sua opinião!


O curioso caso da geração que precisa reinventar o amor

Admitamos: a monogamia está agonizando. Os velhos modelos de relacionamento têm provocado riso em muitos – talvez um riso de desespero, tal qual o riso dos brasileiros contentes. 

Até a indústria se apropriou disso. 


O verdadeiro amor nasce em tempos difíceis

Amar quando tudo vai bem é fácil, muito fácil. Quando se tem sorriso no rosto para alegrar a alma, dinheiro no bolso para sustentar os desejos e saúde de sobra para uma vida a dois plena e sem preocupações. Mas, quando surge algo inesperado no meio de toda essa felicidade muitas vezes os envolvidos não encaram a situação com a devida maturidade.


É preciso aprender a dizer não

Você precisa aprender a dizer não, um não de verdade, com vontade e arredondando a boca para formar a letra “o”. Com firmeza e sem dar margem para um talvez. O tipo de “não” que  “não” permita brechas. Que te dê liberdade e te coloque em posição de auto-respeito. Especialmente com quem você ama.


Um destino chamado intimidade

Dividir a vida, os passos, os anseios e os receios com outra pessoa implica, dentre uma infinidade de coisas, em abaixar a guarda, desarmar o coração e abrir os portões de um mundo que outrora foi tão e apenas nosso. De um destino apenas os casais não têm como fugir.


Você não gosta dele, você gosta é de se apaixonar

O amor não vai te encontrar deitado na cama com uma embalagem de salgadinhos no meio das pernas e com uma cerveja na mão. Amor nenhum te encontra, meu bem, sinto te desapontar. É que amor não vem ao encontro de gente como você. Gente que tá mentindo sobre o que sente e, lá na frente, faz tudo errado. Não tá entendendo nada? Te explico.