• Sobre amor e inquietude
  • Sobre amor e inquietude


    É difícil entender como um espírito jovial como o meu inventou de se encantar por alguém que já se conformou com o fato de que a vida é uma merda, mas seus olhos são uma pista: seria estranho se, quando eles demorassem em mim, eu não sentisse nada. 

    Não me parece suficientemente humano evitar aquele susto calmo de quando abro os olhos e você está me encarando com uma profundidade desconcertante. Desconfio permanentemente dos meus exageros, mas dessa vez eu sei: ninguém conseguiria sair incólume à sua intensidade. Não há frieza que aguente. 

    Quem, afinal, não sorriria um pouco quando você dissesse “gosto dos seus olhos porque eles são raros”? Será só meu esse erro? 

    Quem resistiria à sua curiosidade infantil, quem em sã consciência permaneceria apático diante das suas indagações assustadoramente precisas, quem não se constrangeria pelos seus elogios originais, quem recusaria um pouco mais do seu carinho? 

    Talvez alguém que não goste de manhãs vazias e pesadas com gosto de incerteza.

    Talvez alguém mais inteligente, uma mulher equilibrada e plena em algum lugar no mundo, que pratica meditação e tem uma horta na varanda, que conhece seus chacras e consegue se acalmar com chá de camomila, mas não eu, a Miss Lexotan 6mg. 

    Seres humanos são tão complicados que resolvi, depois de fechar tantas portas, deixa-las todas sempre encostadas para você. Resolvi, de repente, não sentir vontade de sair da sua cama. Logo da sua. Como se isso tivesse algum cabimento. Como quem se apaixona por um erro.

    O amor, dizem, não é feito para nos consolar: é quase destrutivo por natureza. É feito para os ansiolíticos, para a precariedade, para os corações na boca, para nos tirar de órbita. 

    Se o amor de fato existe para nos inquietar, eu finalmente venci. 

    ass_nathmacedo


    " Todos os nossos conteúdos do site Casal Sem Vergonha são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto pode ser usado sem a permissão expressa dos criadores do site, mesmo citando a fonte. "