• 10 Coisas que Eles Aprenderam com o Pornô -  Mas que Não Deveriam Tê-lo Feito
  • 10 Coisas que Eles Aprenderam com o Pornô -


    Mas que Não Deveriam Tê-lo Feito


    Homem já nasce assistindo pornô. Ainda mais com a internet que, com um clique, permite te levar para o universo desejado dos deep throats, dos ménages, e do sexo que surge das situações mais inimagináveis. Se antes os meninos colavam todas as páginas da revista Playboy do mês ao homenagear as gostosas da capa, hoje nem é preciso ir à banca de jornal. E nem é preciso também fazer compartilhamento de VHS com os amigos. O fato é que os homens têm mesmo essa loucura pelo visual que a maioria das mulheres dispensa. Eles amam aquelas cenas de close do ferro na boneca. E pra muitos homens, assistir a um pornozinho faz parte da agenda semanal, se não diária. Acontece que essa fidelidade com o sexo filmado acabou virando escola pra muito menino que hoje se tornou homem. E muitos deles continuam replicando as cenas mais bizarras que assistem nas telas, achando por algum motivo estranho que assim irão satisfazer suas mulheres. Bobinhos. Eles se esquecem que os filmes não foram feitos pensando no prazer das mulheres. Por isso, na coluna de hoje decidimos listar as coisas clássicas que os homens aprenderam com os filmes pornôs mas que deveriam ter esquecido. Pelo bem da humanidade.

    1. Sexo oral é uma lambidela

    Sabe aquela cena patética que os filmes mostram como sendo sexo oral na mulher? O cara vai lá, dá umas lambidelas só pra fingir que ela ficou lubrificada e é isso. Sem contar que a língua está sempre dura, a um metro de distância dela pra câmera poder pegar bem essa cena lamentável.

    2. Gozar é facinho, facinho

    Depois de um sexo oral dos Deuses, como esse relatado no item anterior, as mulheres gozam. Aliás, elas são máquinas de orgasmo. Como se gozar fosse tão simples quanto apertar o play.

    3. Sexo tem que ser maratona

    Não sei onde os homens aprenderam que sexo precisa ser maratona. Aliás, sei sim. Nos pornôs, é claro. Eles se esquecem que qualidade é muito mais interessante do que a duração, e se esforçam pra ficar lá horas e horas. Ok, mulheres não gostam dos precoces também, mas chega uma hora que deu né –  ela já gozou várias vezes, os músculos da perna já estão latejando, a perseguida já está ardendo de tanta fricção e eles simplesmente não param.

    4. Mulheres estão sempre com tesão

    Eis que o entregador de pizza chega e ela está lá, batendo palminhas de tanto tesão. Aliás, tudo o que ela queria mesmo era um estranho no qual ela pudesse fazer um sexo oral daqueles. Só que não.

    5. Sexo anal não dói

    Os homens ficam tão hipnotizados com a facilidade de fazer sexo anal demonstrada nos filmes, que nem passa pela cabeça deles que aquelas mulheres usam anestésico ou só conseguem tamanha proeza porque já treinaram demais. A facilidade é tão grande que se você não reparar direito nem sabe se o sexo está rolando pelo lado A ou pelo lado B.

    6. Mulheres são máquinas de gemidos

    Só de ver o encanador na porta as mulheres já gemem nos filmes. Gemem com qualquer coisa, até com aquele sexo oral patético descrito nos itens anteriores.

    7. Elas adoram homens-britadeira

    Sabe aquela coisa frenética? Tem homem que liga o botão da britadeira e não faz nada mais além de meter. Ele nem sabe direito o que está fazendo lá, só sabe que precisa meter repetidamente, como se isso fosse a chave do prazer feminino.

    8. Fazer deep throat é a coisa mais natural do mundo

    Vem aqui que eu vou colocar meu pau na sua garganta. Tem homem que realmente lida com esse assunto com essa naturalidade bizarra, como se engolir alguma coisa que está presa no corpo do outro sem poder mastigar fosse a coisa mais simples do mundo. Não, não é. Se você duvida, faça você mesmo o teste com um pepino ou similares.

    9. Camisinha pra quê?

    Camisinha é um item inexistente nos filmes pornô. Mesmo se o sexo envolver mais de uma pessoa, mesmo se for com o mecânico que veio consertar o seu carro. Aliás, nos filmes eles trocam de modalidade – anal, vaginal, oral – sem a menor cerimônia e sem ao menos cogitar o uso de preservativo. Péssima lição.

    10. É a coisa mais natural do mundo fazer um sexo oral logo depois do anal

    Além do fato da camisinha ser um item inexistente, os caras alternam as modalidades como se fosse algo tranquilo fazer sexo oral num membro que, segundos atrás, estava enfiado dentro do seu traseiro, sem nenhum tipo de higiene. Menos, gente, por favor.


    " Todos os nossos conteúdos do site Casal Sem Vergonha são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto pode ser usado sem a permissão expressa dos criadores do site, mesmo citando a fonte. "