• Ele Só Consegue Gozar uma Vez. E Agora?
  • Ele Só Consegue Gozar uma Vez. E Agora?


    Esse é um espaço para tirar todas aquelas dúvidas sobre sexo que você sempre quis saber, mas não tinha pra quem perguntar. Mande email para [email protected] com o assunto Tira-dúvidas.

    Casal,

    Meu namorado só consegue gozar uma vez, depois disso não dá mais, o que posso fazer para melhorar? O sexo acaba ficando rápido assim.

    Leitora Anônima

    Querida leitora,

    Sabe, o sexo é muito endeusado na nossa cultura e, com isso, algumas pessoas acabam supervalorizando-o, transformando-o em algo sobrenatural. E é aí que ouvimos as histórias do tipo gozei-25-vezes-em-uma-hora ou dei-cinco-sem-tirar. Ok, não estou duvidando que você não possa ter gozado 17 vezes com o sexo oral do seu ex – aliás, te parabenizo porque isso realmente não é algo que costuma acontecer com uma frequência com os mortais, por isso, se esse for seu caso, se considere uma pessoa de sorte. (E nos conte mais sobre isso). Mas toda essa fantasia e essa alta expectativa em torno dos orgasmos múltiplos e das ereções eternas acaba fazendo com que o sexo normal – sim, aquele gostoso, de cada dia, acabe se transformando aos olhos de muitas pessoas em algo chato, normal, sem emoção. As pessoas parecem sempre buscar o ideal da foda homérica e acabam desmerecendo, por exemplo, o valor daquela rapidinha matinal deliciosa.

    Por isso, te digo – não há nada de errado com seu namorado que somente consegue gozar uma vez, meu bem. Lembra da velha história de que o que mais vale é a qualidade do que a quantidade? Tem um monte de caras por aí que se gabam por gozar 4 vezes no sexo, mas esquecem de contar que o intervalo entre uma gozada e outra é de 10 minutos. É tudo precoce. Por isso, se seu namorado faz tudo direitinho, seria injustiça achar que tem algum defeito aí. É muito mais interessante quando o casal consegue transar sem pressa, explorando de verdade o pontencial da coisa, explorando novas sensações, se permitindo sentir, em vez de se afobar ir direto pra cereja sem nem ter comido o bolo. Isso é coisa da geração da ansiedade. Por isso, filosofias como o tantra defendem inclusive medidas mais drásticas, como a retenção, que sugere que o homem não ejacule e retenha o fluído vital dentro de si pra potencializar o prazer quando finalmente gozar. As pessoas não precisam fazer isso se não quiserem, mas um pouco mais de foco no desempenho do que no tempo pode ser muito interessante.

    Aprenda a explorar mais o sexo. Vá devagar, não vá logo pros movimentos mais hardcores, aquele que você sabe que vai fazer com que ele goze depois de 3 minutos. Deixe esses especiais para o grand finale. Invista nas entrelinhas. E leve a sério o ensinamento – a felicidade não pode ser somente o destino final. A felicidade precisa estar na caminhada.

    Enjoy it.