Já passamos o tempo de fazer joguinhos

Nunca é demais falar sobre respeito. O que não deveríamos fazer com os outros que não gostaríamos que fizessem com a gente ou o que nãodeveríamos fazer com ninguém simplesmente porque não é legal.


Sobre o direito de não te amar mais amanhã de manhã

Sim, as pessoas mudam. Faz parte do processo natural da vida que não sigamos os mesmos de ontem (ainda bem). A mesma coisa acontece com os sentimentos. Hoje a gente ama, amanhã nem tanto. Claro que as mudanças nãoo instantâneas, tudo são processos.


Vai lá viver o seu sonho

Apesar de vivermos em um mundo pós-moderno estamos cercados por caretice. De todos os lados, como uma ilha sufocada por convenções. Quando eu bato um papo com os meus amigos, às vezes pergunto sobre o que eles gostariam de ter vivido. Para os rapazes, sempre falo sobre beijar outros rapazes, ou ir além.


Deitar no peito de alguém não significa querer casar

Uma das situações mais comuns dos dias de hoje é a facilidade que se tem de encontrar pessoas novas. Veja bem, friso aqui pessoas novas. Não disse exatamente que são interessantes ou super legais ou que seja fácil encontrar o tal amor da nossa vida. Mas, humanos que somos, não desistimos tão fácil.


Onde termina o outro e começa você

Estamos acostumados a ver casais o tempo todo. Temos vários amigos que estão namorando, casados, com filhos, com cachorros, com móveis pagos à prestação. Um quase sempre vem acompanhado do outro. No maior estilo a/o ‘Sandy e Junior’ de ser. E, de repente, é surpresa quando um deles aparece sozinho, com aparência diferente.


O amor é cheio de recomeços

Se eu pudesse definir as relações a dois em uma única palavra eu diria sem pensar duas vezes: recomeçar. Relacionamentos nada mais são do que ciclos eternos, persistentes e constantes de recomeços.


Se só te faz bem na hora de gozar, não é amor

Há um tempo atrás, não sei onde, ouvi uma historinha daquelas que parece não ter problema nenhum. Uma amiga contou sobre o cara que ela gostava e como o sexo era incrível. Como ela passava horas gozando, como ele era o mestre na hora de chupar, de ficar horas na atividade etc e tal. Lembro também de ter perguntando mais coisas sobre ele e como ele fazia ela se sentir.


Os 20 poucos e muitos anos

Temos os olhos acostumados às telas. Somos rápidos, dinâmicos e começamos a ter responsabilidades cedo. Registramos a vida pelas câmeras cada vez mais modernas dos nossos celulares, que se atualizam todos os anos.


Vai doer a ausência dela

Mas deixa ela ir mesmo assim, deixa ela bater o porta malas do carro, com a mala de roupas mal arrumada dentro. Deixa ela pisar fundo no acelerador e pegar a rodovia com os olhos chorosos, sem fazer um movimento para que ela fique.


Qual a sua contribuição no seu papel de trouxa?

É difícil assumir pra gente mesmo quando não temos os nossos sentimentos correspondidos por alguém. Dá uma sensação horrível de impotência, insuficiência, uma descrença tão grande por mais uma vez não ter sido contemplado com o amor que a saída mais fácil é simplesmente negar a existência da incompatibilidade.


Às vezes não é saudade, é só carência

Sabe aqueles momentos em que você está em casa sozinho sem vontade de sair, fica zapeando o telefone, bate uma carência chata e você resolve abrir seu Whatsapp pra mandar mensagem pro boy lixo? É cilada, Bino!


Vai dar certo, amor

Vai dar certo, amor. Vai sim! E se não der, também, e seu chefe cuspir aquelas afirmações cortantes que tanto machucam, respire fundo, conte até mil e lembre-se de que estarei à sua espera, pronto para confortá-la com minhas palavras mais “brigadeirescas” e anestesiá-la com um abraço sem pressa alguma, que vai demorar o tempo que precisar para perceber o que realmente importa.


Ah, se tu soubesse

Se tu soubesse das vezes que te olhei de longe, andando tranquilo pelo corredor, com a xícara de café na mão.  Se reparasse que te analiso os olhos, o jeito de piscar e desviar quando precisa falar de si, tentando esconder as próprias emoções.


Essa mania de só gostar de quem mora longe

Que atire a primeira pedra quem nunca pensou “droga, por que as pessoas mais interessantes que eu conheço moram longe?”. Parece que existe um buraco negro que afasta a gente das pessoas interessantes, das melhores aventuras, dos amores mais loucos justamente porque eles se encontram a quilômetros de distância.