• Peladas ou Peludas?   Uma análise da depilação feminina
  • Peladas ou Peludas?


    Uma análise da depilação feminina


    O clima está esquentando. Beijo daqui, mão de lá, um botão aberto, depois outro e ela gela ao perceber que a mão dele está indo diretamente para as áreas baixas – aquelas mesmas que foram depiladas um mês atrás. Afinal, a maré não estava muito pra peixe e não fazia sentido sentir dor a toa pra ninguém apreciar.

    Ele escorrega a mão e sente o macio dos pêlos formando um mini-arbusto. E já passa para o plano B -  melhor não demorar muito tempo por ali e apressar um pouco os finalmentes.

    Quem nunca viveu uma situação parecida? Depilação é mais um daqueles fardos que a mulher tem que carregar pra vida toda – como se já nao bastasse a infinita lista de coisas chatas a se fazer quando se é mulher. O fato é o seguinte – se os homens não reparassem tanto nisso, as mulheres com certeza seriam mais peludinhas e felizes. Mas, nao dá pra negar que, se queremos conviver em sociedade e fazer coisas básicas como SEXO, temos que fazer alguns esforços.

    DEPILA, RASPA OU APARA?


    Há uma grande diferença entre os três.

    • Depilar, é a prática mais sofrida, porém mais eficiente. Geralmente se faz com cera quente, mas também pode usar cera fria se você tem tendências masoquistas. Dura em média de 15 a 30 dias, dependendo de pessoa pra pessoa.
    • Raspar é bem mais fácil, mas muito menos eficiente. Usa-se uma lâmina de barbear e não dói. Mas os pelos começam a crescer depois de 2 dias – e o pior, com a textura de um porco-espinho.
    • Aparar é pras mais desencanadas e hipongas. Pega-se uma tesourinha e tira-se o excesso, só pra garantir que o pelo não enroe e entre no vão dos dentes do sujeito que nem um fio dental.

    OS MODELITOS

    Encontrei uma imagem ótima com a ilustração dos modelos de depilação mais escolhidos pela mulherada.

    http://bit.ly/ma0zM4

    Uma breve descrição:

    1-) Menininha: Preferência nacional dos homens (e pesadelo de algumas mulheres). Exige-se uma certa coragem de deitar na maca e dizer pra depiladora: “Tira tudo”, mas o resultado fica interessante. Escolher esse modelo provavelmente vai fazer com que ganhe duas ou três vezes mais sexo oral.

    2-) Bigodinho de Hitler: Uma das mais usadas entre as mulheres que não gostam da sensação de se olhar e lembrar de quando tinha 12 anos. Deixa-se só uma faixa  no meio pra mostrar que ela já virou adulta.

    3-) Fatia de Pizza: Nesse modelo, tira-se somente o excesso de pelos – aqueles maiores que ficam saindo pra fora do biquíni. É mais pra “manter o corte” – igual quando você vai ao cabeleireiro e pede: “Tira um dedo do comprimento, por favor?”.

    4-) Hiponga: Ao natural. Pra aquelas mulheres que tocam o foda-se e que afirmam que se os pelos existem, não são pra ser tirados. (Por sinal, os médicos concordam e defendem que os pelos são barreiras muito úteis contra as bactérias – mas duvido que eles contaram isso pras mulheres deles)

    5-) Shortinho do Tchan: Aquelas mulheres que têm pelos crescendo até no início das coxas e que não se importam com eles. Essas provavelmente nunca se depilaram e também nunca foram chupadas na vida.

    6 e 7-) Tufinho: Modelos nos quais se mantém só um tufinho de pelos. Não me peça pra explicar o motivo dessa escolha – e se você descobrir, por favor, me conte.

    8-) Personalizada: Depilação em formato de coração, estrela, borboleta, raio, flor. Os homens geralmente acham essa opção um pouco brega, a não ser que você faça no formato da primeira letra do nome dele.

    QUAL ELES GOSTAM MAIS?

    Boa pergunta. Não vou me arriscar a responder porque gosto é gosto. Invés disso, peço que os homens deixem nos comentários qual opção preferem e assim as mulheres podem calcular as estatísticas. Homens: todos ajuda!

    * com colaboração de @beatrizfazolo

    Leia também: É dos Pelados que Elas Gostam Mais? – uma análise da depilação masculina

    Para fins de direitos autorais de imagem declaro que as fotos usadas no post não são de minha autoria e que os autores não foram identificados.

    " Todos os nossos conteúdos do site Casal Sem Vergonha são protegidos por copyright, o que significa que nenhum texto pode ser usado sem a permissão expressa dos criadores do site, mesmo citando a fonte. "