• A vida e sua fragilidade – sobre os planos<#break#> que podem nunca sair do papel
  • É sempre eu que tenho que<#break#> procurá-lo para o sexo. É normal?

A vida e sua fragilidade – sobre os planos que podem nunca sair do papel

O mal do otimista é a arrogância da certeza. Certeza do sucesso, da reciprocidade, do amanhã, da espera, do depois. A gente tem tanta certeza da existência dos próximos segundos que se esquece de que eles, simplesmente, podem não existir.


É sempre eu que tenho que procurá-lo para o sexo. É normal?

Este é mais um post da categoria “Se Eu Fosse Você”. Não sabe do que estamos falando? Entenda aqui.

Semana passada o caso era que eles só se davam bem na cama e hoje o oposto, só falta isso. Leia o recado completo


Ela é sempre primavera

Quando começa um dia? No primeiro minuto após as doze badaladas? Quando o sol nasce? Quando você acorda? Bem, o meu dia começa quando ela aparece. Pode ser às quatro da tarde ou às dez da noite, não importa. Um dia sem notícias dela é um dia em vão, nulo, esquecido e apagado. Demora como uma eternidade.

Nos dias de sol ela parece ter oito anos.


O polêmico app Secret e porque somos tão corajosos por trás do escudo do anonimato

Psst. Your friend invited you to Secret.

A primeira vez que recebi essa mensagem – fui resgatar


Eu sou seu, do jeito que você quiser

para ler ouvindo “I’m Your Man”, do Leonard Cohen

Foi assim, por um instante. Eu pensava nos seus olhos e elaborei um plano: “o que eu posso fazer pra colocar dentro da cabeça dessa mulher o quanto eu gosto dela?”.


Ela não quer ser sua mãe

Ela sabia muito bem onde iria pisar quando conheceu você. Disse pra si mesma que tava tudo bem, que isso era normal, que todos os homens têm essa mania de transferir para as mulheres o papel de mãe. Era normal e ela achava fofo quando você bebia demais depois do jantar e pedia para que ela assumisse o volante, quando chegava na casa dela jogando tudo no chão e deixando a toalha molhada na cama, quando fazia aquelas coisas que o faziam


Casal Recomenda: Fotógrafa registra mulheres do mundo inteiro tendo orgasmos

Esse post é mais um Casal Recomenda, um quadro que acontece toda quarta aqui no site, no qual damos dicas de conteúdos bacanas e inspiradores sobre sexualidade.


Perder alguém é não ter ninguém

Todo mundo já teve (e se não teve, terá) uma paixão avassaladora. Aquela pessoa que aparece na sua vida e, de repente, parece ter sido feita para você. O ar fica rarefeito perto dela, é difícil pensar e, às vezes, formar uma frase completa parece uma tarefa exaustiva. É uma questão de tempo (pouco, em certas situações)


Sempre chega uma hora que o coração pede abrigo

“Eu quero a sorte de um amor tranquilo, com sabor de fruta mordida [...]“. Um desejo tenaz clichê entoado por vozes como as de Cazuza, Cássia Eller, Bethânia e Gal, mas de um significado tão presente no peito de muita gente. Nem precisa ser a idealização de um amor romântico para viver esses versos,


Rapidinha: 5 zonas erógenas que muita gente esquece

Esse é mais um post da sessão Rapidinhas, que toda segunda-feira trará dicas práticas, objetivas e sem mimimi para os leitores inovarem na cama.

O corpo inteiro é uma fonte de prazer.