Eu me aconchego em você

Amor, queria apenas dizer que estou, neste momento, pensando em você. Pensando em quão melhor é meu mundo desde que seu sorriso apareceu nele. Eu não sei se você está palpitando no peito a mesma coisa, essa vontade de ficar enlaçado no abraço, deixando o dia correr na velocidade normal e sentindo o tempo parar no calor da pele.

Ele provavelmente não é tudo isso

Minha sobrinha insistia tanto para brincar no parquinho da Frozen que pensei, por um instante, que fosse uma espécie de cosplay da Disney dentro de um shopping baiano.

Longe disso: Eram só meia dúzia de bonecos gigantescos e meio macabros, um escorregador sem graça e uma piscina minúscula de bolinhas azuis e brancas.


Eu te aceito, mesmo

Se relacionar exige que aprendamos a aceitar diferenças – de comportamento, gosto, vontade etc. – que, a nós, muitas vezes, parecem absurdas.

No jantar de ontem, por dificuldade de aceitar uma dessemelhança de paladar – ou hábito? -, eu perdi quase cinco minutos tentando convencer minha namorada a colocar azeite sobre a salada.


Amor próprio: manda mais que tá pouco

Hoje eu só queria dizer que a gente precisa se amar mais, sabe? Depender menos da escolha dos outros, das opiniões alheias de quem nada tem a ver com as nossas contas e daquelas expectativas tão grandiosas que nos fazem perder não somente tempo, mas muita, muita vida.


Só me importam os que se importam

Manda textão, sim. Me conta que ouviu uma música de Caetano e lembrou de mim. Pode dar like naquela foto de 2011. Ma aparece de madrugada com uns devaneios baratos e diz que bebeu demais e precisa conversar.

Pequeno anti-manual sobre o que fazer agora que você é livre

Enfim, você é livre. A sensação de ser dono de si nunca foi tão óbvia nem tão assustadora. Você está vendo a sua vida e o seu futuro diante dos seus olhos e sente que pode fazer qualquer coisa no mundo, desde que consiga escolher. A vida te diz, com algum entusiasmo: “Agora é com você”, e isso é tão delicioso quanto desesperador.

Os tipos de amor que você nunca deve deixar de lado

A gente sempre quer que aquele relacionamento dure para sempre, mas às vezes simplesmente não importa o quanto a gente tente ou se esforce, ele acaba. Todo mundo quer ter um “amor pra vida toda” e algumas pessoas têm e é lindo. Mas entre um amor e outro, existem outras coisas que a gente nunca deve deixar de lado porque relacionamentos amorosos podem durar ou não.


O virtual é legal, mas cê já provou o real?

Outro dia, aqui mesmo no Casal Sem Vergonha, eu conheci o Lick, um aplicativo criado para gente que deseja treinar a arte milenar de lamber pepecas. E… Nada contra, juro! Cada um faz o que quer com a língua que tem, não é mesmo?


Para os melhores pais do mundo

Pai é uma figura que vai nascendo aos poucos, ao longo de nove meses, e quando a gente finalmente nasce ele também floresce. Diferente da mãe que vê seu corpo todo se transformando para a chegada de um novo ser, o pai tem que aprender a importância desse novo papel que vai desempenhar.


A estrada está chamando

Abra a janela, respira fundo, deixa a brisa que vem da rua entrar, sinta o aroma de novidade vindo te dizer que há muito para descobrir além destes vidros cobertos com cortinas azuis.  Que tem algo maior te esperando, fora dos limites da sua cidade pequena, cortada por rodovias e do seu cotidiano aborrecido.


A vida não espera

É a sua vez, e ninguém vai vir avisar. Temos que partir dessa perspectiva. Não haverá uma chamada em voz alta, uma batidinha no ombro no meio da multidão. Só não digo que existe uma vida linda esperando lá fora porque a vida não espera. Ela flui.


Homens sensíveis: manda mais que tá pouco

A sensibilidade fajuta – aquela resumida em flores/eu te amo/estou com saudades – não serve como outra coisa além de anti-atrativo. E o pior é que está em franca ascensão: pseudopríncipes que abrem a porta do carro, falam de amor como quem declama um poema piegas e aprendem Paralamas no violão só pra impressionar.

Quero uma vida que caiba em uma mala de mão

Perdi peso. Muito peso. Toneladas, talvez. E não fiz dieta alguma, acredite se quiser. Não cortei glúten nem lactose nem farinha branca nem sódio nem… Não comecei a realizar exercício aeróbico em jejum nem me matriculei na aula de Zumba. Longe disso! O que eu fiz?


Tudo o que aprendi antes de te conhecer

Eu descobri que você não estava escondida, que eu não precisava tatear no escuro como quem não enxerga até encontrar você. Porque mesmo com um holofote em suas mãos eu não veria, ainda que sua voz ecoasse em um megafone não me faria ouvir. Eu que sempre esperei pelos sinais, jamais os veria sem aprender o que aprendi antes de te conhecer.